Buscar
  • Espaço Criar

Narrativas do Criar

Atualizado: Set 23



Boletim Informativo - Julho/2020


Criar em Cena: O Conto da Aia


A escritora, tradutora e mestre em Literatura Brasileira Lélia Almeida, junto a psicóloga e psicanalista Magda B. Martins Costa, abordaram a série “O Conto da Aia” no Cine Pipoca, que ocorreu em formato de encontro online nesta última sexta-feira (24/07/20).

A escritora Lélia deu início a sua fala, abordando as construções das mulheres e a literatura feminina pelo mundo, assim como o feminismo, o papel da mulher frente a sociedade no decorrer dos anos, as condições históricas nos anos 60, como um momento formal do feminismo e o preparo que ocorreu, assim como o continuado processo do feminismo, para a expressão da mulher pela fala, escrita e publicações. Margaret Atwood, traz em sua criação o tema das mães e suas filhas, a história das mulheres e a hierarquia de suas funções, onde não se desfruta de liberdade, escolhas, expressões, não se podendo abandonar o principal papel visto para mulheres, que se refere a ser mãe e mantenedora.

A psicóloga e psicanalista Magda Martins Costa, cita que este trabalho de Margaret Atwood traz questões sociais, políticas e de gêneros, a partir de uma narrativa baseada em uma história, que aconteceu em determinado momento cultural, mas que pode ocorrer novamente. Trata-se de uma trama que causa impacto sobre as alterações que ocorrem a partir da narrativa da protagonista, trazendo na construção da autora, a luta das mulheres em manter uma identidade, contar sua história sobre sua própria ótica, em ser em si, mulher e criar narrativas sobre o feminino. Assim, retrata a construção de um processo identificatório através da voz do encontro entre os grupos de mulheres e suas vivências, seus traumas, violências sofridas, tema amplamente atual, do mesmo jeito que o feminismo, resistência e luta das mulheres na construção e percepção de seu lugar, seu nome.

Segundo a escritora Lélia Almeida, o tema da sexualidade feminina nos últimos 20 anos fala somente de violência, cultura de estupro e morte, porém há um lado que aborda “a sede de ouvir essas vozes femininas e outras questões”, como sexualidade feminina, ambições, amores e ódios. Assim, “há outras literaturas de outras vozes de mulheres e suas outras manifestações, as não recomendadas pelo politicamente correto”, mulheres contando a história de mulheres.

Também, durante o debate e análise, a psicóloga e psicanalista Magda Martins Costa aborda o tema do desenvolvimento de imunidade psíquica, utilizando-se tanto do conto de Margaret Atwood, quanto das diferentes vivências que os diferentes indivíduos experimentam e que podem ser traumatizantes e/ou angustiante, sendo a imunidade psíquica, prevenção e forma de lidar com situações dolorosas e com um entorno/ ambiente adoecido.

Atividade de encerramento do semestre: Ressonâncias da Formação

Essa atividade de encerramento do semestre, ministrada pelas psicólogas e psicanalistas coordenadoras da Espaço Criar Camila Terra, Katya de Azevedo Araújo, Maria Aparecida da Silveira Brígido e Raquel Moreno Garcia, coordenado pela psicanalista em formação Cristiane Dias Salvadori, aconteceu no dia 18 de julho de 2020, às 10h através da plataforma ZOOM. As ministrantes palestraram sobre os seus respectivos seminários ocorridos no semestre 2020/1.

Estágio Clínico em Tempos de Pandemia

A live Estágio Clínico em Tempos de Pandemia aconteceu no dia 07 de julho de 2020, às 20h, pelo Instagram. O evento foi coordenado pela psicanalista e coordenadora de estágio do Espaço Criar Camila Terra e ministrado pela estudante de Psicologia e estagiária do Espaço Criar Sofia Koch Hack. A estagiária falou sobre como tem sido a experiência de estágio na vigente pandemia de COVID 19 e sobre o seu Trabalho de Conclusão de Curso que é sobre a temática da psicoterapia online na pandemia.

Texto sobre psicanálise para o site do Espaço Criar

Criada por Sigmund Freud, a psicanálise é uma abordagem da clínica psicológica. Todo o método psicanalítico para tratamento psicoterápico foi baseado em seus inúmeros estudos de caso. Inclusive são os estudos de caso que dão aporte para toda sustentação teórica do legado da psicologia, sobretudo, na psicanálise. Nesse aspecto, Leitão (2018, p. 418) afirma que “A escrita psicanalítica não é uma escrita qualquer; ela mostra como quem escreve – o psicanalista, no caso – apreende e transmite a psicanálise; mostra a sua relação com a linguagem e como expõe seus traços por meio da sua experiência clínica”.

Foi a partir de suas experiências que Freud escreveu sobre o método psicanalítico. Nesse sentido, em um ensaio escrito em 1904, intitulado “O Método Psicanalítico Freudiano” e divulgado no Journal für Psychologie und Neurologie, (1904f, p. 190-1), que ele pôde formular seus princípios teóricos que sustentaram a psicanálise enquanto método terapêutico.

Em um primeiro momento, Freud discorre sobre o elemento da catarse, sua base terapêutica. Na verdade, o princípio catártico não foi uma proposta postulada por Freud, e sim por Breuer, que na época trabalhava junto a Freud em casos de histeria. Todavia, foi Freud quem posteriormente deu dimensão e aprofundamento de tal elemento enquanto base terapêutica para a psicanálise em atendimentos individuais (Freud, 1996).

Texto de chamada para a Jornada dos Estudantes 2020

Título: Jornada dos estudantes: Criar em Cena


A fim de propor um espaço de apresentação de trabalhos produzidos pelos estudantes durante a graduação, a equipe de estágio do Espaço Criar promove a Jornada dos Estudantes 2020. Essa é uma jornada de psicologia, ou seja, os estudantes interessados podem inscrever seus trabalhos de diferentes teorias, possibilitando assim um espaço de maior troca e aprendizado entre todos os interessados. Voltada para apresentação de trabalhos de estudantes da Psicologia, a jornada acontecerá nos dias 06/11 e 07/11 e os trabalhos serão recebidos até 21/09 para a inscrição. Venha participar conosco, esperamos todos de braços abertos para possibilitar e ampliar o estudo nesses dois dias de jornada.


Paula Ávila

Thaís Santos

Sofia Hack


Boletim Informativo - Agosto/2020

Palestra Aula Inaugural - A teoria e clínica com bebês, crianças e adolescentes

O evento de aula inaugural ocorreu no último sábado (08/08) às 10h pela plataforma ZOOM, apresentado pela psicóloga, psicanalista e supervisora do curso de formação em psicanálise da Espaço Criar, Maria Aparecida Brígido e com a psicanalista e Dra. em psicologia clínica Vera Blondina Zimmermann, abordando o tema A teoria e clínica com bebês, crianças e adolescentes: Legado de Freud e pós-freudianos para a formação psicanalítica atual.

Sendo assim, a atividade deu boas-vindas à nova turma que se inicia na formação psicanalítica, com ênfase no legado de Freud e pós-freudianos. Vera abordou nesse encontro a importância de se renovar e recriar-se dentro da psicanálise, a quebra de paradigmas, a modificação para o novo, uma mente aberta e receptiva.

Palestra On-Line – Em comemoração ao Dia do Psicólogo

A clínica convertida em escrita

O evento em comemoração ao dia do psicólogo ocorreu na última terça-feira (11/08) às 20h, sendo uma palestra online, pela plataforma ZOOM. O evento foi apresentado pela psicóloga, psicanalista e supervisora do curso de formação em psicanálise da Espaço Criar, Maria Aparecida Brígido, com a participação do convidado, Paulo Fernando Monteiro Ferraz, que é psicólogo clínico, psicanalista em formação pelo CEPdePA e professor e coordenador da Oficina de Produção Psicanalítica e literária, onde abordou o tema “A clínica convertida em escrita”.

Conforme citado por Paulo, a escrita permite que escutemos a voz do outro em nós, suas descrições, situações, vínculos. O que pensamos ganha relevo, fica frisado sobe nossa percepção, isto é, a própria matéria prima que dá forma ao relato clínico, a fala na clínica. Assim, a escrita sempre será marcada por nossa subjetividade e o pensamento que nos foi compilado, ganhando latitude e tentando abordar a biografia do desconhecido que nos chega na clínica e aos poucos se faz conhecer pela palavra, pois a narração da história que nos chega, é quase a tentativa por parte do analisando, de se “livrar” desta “colagem” de psiquismo.

Narrativas do Criar - Resumo Agosto/2020

O Narrativas do Criar é um projeto desenvolvido pelos estagiários do Espaço Criar, com o intuito de expor ao grande público os eventos que aconteceram no nosso espaço. No mês de agosto dois eventos ganharam destaque na nossa clínica: Palestra Aula Inaugural - A teoria e clínica com bebês, crianças e adolescentes e A clínica convertida em escrita.

O primeiro evento foi realizado inaugurando o início do semestre da Formação em Psicanálise e contou com a presença da psicóloga, psicanalista, supervisora do curso de formação em psicanálise e coordenadora da Comissão Científica do Espaço Criar, Maria Aparecida Brígido e com a psicanalista e Dra. em psicologia clínica Vera Blondina Zimmermann, que abordou a importância de se renovar e recriar-se dentro da psicanálise, a quebra de paradigmas, a modificação para o novo, uma mente aberta e receptiva.

O segundo evento contou com a participação do convidado, Paulo Fernando Monteiro Ferraz, que é psicólogo clínico, psicanalista em formação pelo CEPdePA e professor e coordenador da Oficina de Produção Psicanalítica e literária, onde abordou o tema “A clínica convertida em escrita”. Ele salientou que a escrita sempre será marcada por nossa subjetividade e o pensamento que nos foi compilado, ganhando latitude e tentando abordar a biografia do desconhecido que nos chega na clínica e aos poucos se faz conhecer pela palavra, pois a narração da história que nos chega, é quase a tentativa por parte do analisando, de se “livrar” desta “colagem” de psiquismo.


Thaís Santos

Leonardo Hermes

Sofia Hack

Posts recentes

Ver tudo